18/05/2020

 

A Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e a empresa goianiense ArrobaTV assinaram contrato para a exposição de leilão e feira de animais na Agrotins 2020 100% Digital.

A feira digital, uma inovação neste segmento para exposição de produtos agropecuários no país, ocorrerá nos dias 27, 28 e 29 de maio por meio da plataforma agrotins2020.to.gov.br.

Segundo o secretário-executivo da Seagro, Adenieux Santana, a expectativa é das melhores para a exposição e leilão virtual na Agrotins. “É o pontapé inicial para a exposição dos animais e essa empresa representa os 15 produtores confirmados a participar do leilão formato feirão virtual na Agrotins digital”, ressaltou.

No leilão, a ArrobaTV vai expor entre 100 a 150 animais Puro de Origem (P.O) e gado de leite das raças Tabapuã, Nelore, Senepol e Holandez, além de animais caprinos e equinos.

O diretor comercial Antônio Amaro informou que será a primeira vez que a empresa participa de exposição de animais na Agrotins. “Acreditamos no sucesso dessa feira, pois já temos experiência em exposição virtual, onde pudemos notar o abrangente acesso global e na modalidade digital poderemos ter uma redução de custo em torno de 50%”, garantiu.

PALESTRAS

A Agrotins também contará com informações meteorológicas diretamente na plataforma da Feira. Os engenheiros agrônomos da Seagro, Alexandre Barreto e Denise Coelho, juntamente com o meteorologista da UnitinsAgro, José Luiz Cabral, estarão informando aos produtores sobre a importância da meteorologia na tomada de decisão para uma produção sustentável, por meio da palestra online Perspectivas do clima para a safra 2020/2021.

De acordo com Denise Coelho, as previsões meteorológicas aplicadas na produção possibilitam uma agricultura mais eficiente e produtiva, com menor risco de perdas e maior sustentabilidade.

“Vamos repassar dados ao produtor sobre precipitação pluviométrica, temperatura, umidade relativa, radiação solar, pressão atmosférica, direção e velocidade do vento e demais fenômenos meteorológicos, subsidiando o produtor nas tomadas de decisões no campo”, destacou.

O engenheiro agrônomo Alexandre Barreto, destaca que os dados meteorológicos têm como principal função auxiliar o produtor rural a determinar o melhor momento de realizar uma determinada prática agrícola. “Com as informações meteorológicas, o produtor pode decidir, por exemplo, o melhor momento para realizar o plantio, atividades de irrigação, pulverização e colheita”, ressaltou.

Foto: Preparativos da Agrotins 100% Digital / Foto: Wilson Rodrigues

Informativo site  AF Noticias